• quinta, 18 de julho de 2024
  • Céu limpo - Atualizado: 01:30 - 18/07/2024 19°
www.feedis.com.br

Ceva comemora 15 anos da Cevac Transmune IBD no Brasil

Um sucesso que acompanha o desenvolvimento da avicultura nacional

Apoiada por sua rede de pesquisa global e compromissada a entregar para o mercado soluções tecnológicas capazes impactar positivamente a produção de proteína animal e, consequentemente, a vida de bilhões de pessoas em torno do mundo é que neste ano a Ceva Saúde Animal comemora os 15 anos da Cevac Transmune IDB.

“Esta é uma vacina capaz de impedir o ciclo da doença de Gumboro, um avibirnavírus descrito no início da década de 60 e que ao longo das décadas se disseminou por todo o mundo que contam com a presença de indústrias avícolas”, explica o PhD em Medicina Veterinária Luiz Sesti, responsável técnico para América Latina da Ceva Saúde Animal.

Presente no País desde 1999, o vírus ao infectar a ave pode impactar negativamente na performance zootécnica e econômica pela manifestação da doença na forma subclínica ou mesmo levar a óbito as aves. Além disso, explica o especialista, limpeza e desinfecção podem não ser suficientes para garantir a proteção dos animais devido a sua alta resistência ao ambiente.

“Em abril de 2005 iniciamos os testes de campo no Estado de Santa Catarina e em setembro de 2006 apresentamos para o mercado nacional uma vacina complexo-imune, liofilizada de dose única aplicada in ovo ou de forma subcutânea para o controle total da doença, ou seja, uma tecnologia capaz de prevenir as consequências das infecções em aves, a seleção e o surgimento de novas cepas de vírus de Gumboro”, salienta Luis Sesti.

O Gerente de Marketing Aves de Ciclo Curto da Ceva, Tharley Carvalho, lembra que o início deste reconhecimento no País se deu em 2014. “A empresa passou a ganhar expressão, isso porque a tecnologia presente da Transmune se apresentou no mercado como a mais adequada para o controle de Gumboro. Hoje detemos 50% deste mercado”, destaca e Luis Sesti ressalta que a avicultura industrial mundial, entendendo os benefícios apresentados, passou a introduzi-la em seus processos de biosseguridade. “Hoje a vacina está presente em todo o mundo. Estimamos que uma a cada quatro aves são vacinadas com esta tecnologia. E em 2019 cerca de 30% do total de frango comercial produzido no mundo foi imunizado pela Transmune”.

Toda essa conquista só foi possível graças ao DNA técnico-científico da multinacional francesa que investe de 8,5 a 10% do seu faturamento total em P&D, além de parceiros engajados que trilharam esta trajetória de sucesso. “Os 15 anos da Transmune representam este nosso compromisso e união. E o resultado é esse, uma vacina presente no dia a dia apoiando a avicultura nacional”, define Tharley Carvalho.

Fonte: Assessoria

Publicidade