• tera, 23 de abril de 2024
  • Sol - Atualizado: 21:00 - 23/04/2024 29°
www.feedis.com.br

Cuidado especial com diarreia no rebanho colabora com aumento de bem-estar e lucratividade de bovinos

Um dos principais fatores de sucesso para a produção de carne e de leite na pecuária é o cuidado com a sanidade animal. Manter a saúde do rebanho em dia é essencial para o bem-estar dos bovinos, o que contribui para a produtividade e maior lucratividade para o produtor rural. “Uma das enfermidades no topo da lista das causas de perdas na pecuária é a diarreia”, informa Antônio Coutinho, gerente de marketing e serviços técnicos da Vetoquinol Saúde Animal.

A diarreia em bezerros é um sintoma característico da colibacilose, doença causada pela bactéria Escherichia coli. Ela afeta principalmente os bezerros, que ficam enfermos e sofrem redução de peso devido à perda constante de líquido intestinal e eletrólitos corporais (como sódio, cálcio, potássio e magnésio). "Essa enfermidade tem grande impacto nas fazendas, pois os animais ficam improdutivos durante vários dias, perdendo peso e deixando de produzir leite (no caso de vacas em produção). Isso quando o problema não se agrava, levando o bovino à morte".

O impacto financeiro é gigante. “Em épocas de confinamento, como a que está se iniciando, o problema pode se tornar ainda mais grave, tendo em vista que os animais ficam mais próximos, aumentando o potencial de alastramento das doenças pelo plantel”, comenta Antônio Coutinho.

A colibacilose é desenvolvida pelos animais em abrigos pouco higienizados e com excesso de umidade – o que leva à presença da bactéria. A doença é adquirida pelos bezerros oralmente, por meio dos pisos, água ou ração infectados. "O pecuarista deve trabalhar com elevado nível de higiene nos locais de acesso dos animais. Porém, se o bovino já estiver infectado, é necessário recorrer à farmácia da fazenda e escolher com assertividade o melhor tratamento. A recomendação é usar um antimicrobiano associado a um anti-inflamatório", recomenda o especialista da Vetoquinol.

Para o eficaz combate da Escherichia coli, a Vetoquinol Saúde Animal – uma das maiores indústrias de saúde animal do mundo, que está completando 90 anos – desenvolveu AcurA® Max, solução que age diretamente no tratamento da bactéria. A solução atua tanto como antimicrobiano quanto como anti-inflamatório. Para isso, conta com os princípios ativos ceftiofur e meloxicam. Administrado em dose única, o medicamento também se destaca pela facilidade de aplicação e baixa carência, devolvendo os animais à produção poucos dias depois da administração.”

Sobre a Vetoquinol Saúde Animal

A Vetoquinol Saúde Animal está entre as 10 maiores indústrias de saúde animal do mundo, com presença na União Europeia, Américas e região Ásia-Pacífico. Com expertise global conquistada ao longo de 90 anos de atuação – celebrados em 2023 – a empresa também cresce no Brasil, onde expande suas atividades há 12 anos, desde 2011. Grupo independente, a Vetoquinol projeta, desenvolve e comercializa medicamentos veterinários e suplementos destinados à produção animal (bovinos e suínos), animais de companhia (cães e gatos) e equinos. Desde sua fundação, em 1933, na França, combina inovação com diversificação geográfica. O crescimento do grupo é impulsionado pelo reforço do seu portfólio de soluções associado a aquisições em mercados de alto potencial de crescimento, como a brasileira Clarion Biociências, incorporada em 2019. No Brasil, a Vetoquinol tem sede administrativa em São Paulo (SP) e planta fabril em Aparecida de Goiânia (GO), atendendo todo o território nacional. Em termos globais, gera mais de 2,5 mil empregos e está listada na bolsa de valores Euronext Paris desde 2006 (com o símbolo VETO). Para mais informações, contate o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) formado por profissionais da área veterinária para auxílio aos clientes. A ligação é gratuita: 0800 741 1005. Ou acesse www.vetoquinol.com.br.

Publicidade