• tera, 16 de abril de 2024
  • Alguma nebulosidade - Atualizado: 02:42 - 16/04/2024 22°
www.feedis.com.br

Fazenda do Ceará moderniza gestão para enfrentar desafios da atividade leiteira

Propriedade implantou software Ideagri, desenvolvido pela Rúmina, que está presente em mais de 6 mil fazendas no Brasil e é um dos mais completos do mercado

A atividade leiteira vai muito além da produtividade do rebanho e da qualidade do leite. Reúne um complexo número de informações zootécnicas, econômicas e financeiras, fundamentais para gerir o negócio. Diante dessa realidade, milhares de fazendas pelo País já implementaram ou estão em busca de tecnologias que tragam soluções eficientes aos principais desafios enfrentados, movimento com o qual a Fazenda Flor da Serra, de Limoeiro do Norte (CE), se preocupa e se dedica há anos, quando adotou o software Ideagri para modernizar a sua gestão.

“Sabemos que a pecuária de leite é complexa, principalmente devido aos desafios enfrentados quando pensamos em custos de produção. Por isso, a gestão da produtividade das propriedades rurais e a exploração dos números - tanto no leite como em outras frentes - são extremamente impactantes para o sucesso do negócio. Desta forma, se fazem necessários ajustes contínuos nos processos da porteira para dentro. Realizar as atividades, hoje, melhor do que ontem, tem sido o principal objetivo da Fazenda Flor da Serra”, destaca o CEO da propriedade, Victor Raphaell.

Para gerir a fazenda, que no ano de 2022 teve uma produção média de 21 mil litros/leite/dia, com 1.180 vacas em lactação, Raphaell conta com o sistema Ideagri para fazer a gestão zootécnica da fazenda, e que orienta todas as atividades desempenhadas pela equipe de campo. “Com o sistema são realizados controles de inventário dos animais desde os nascimentos, as evoluções, mortes e vendas, além dos manejos produtivos, reprodutivos e sanitários, acompanhamentos de pesos, mortalidades dos animais, dentre outras atividades”, detalha. 

Um dos grandes benefícios e diferenciais do Ideagri, segundo Raphaell, são osrelatórios que permitem a análise de desempenho das atividades, dos colaboradores e dos animais, sempre em busca de maior eficiência dos processos.

A produção de leite da fazenda ocorre em sistemas depastejo rotacionado irrigado e compost barn, chegando à produção diária histórica de 30 mil litros/leite/dia. Hoje, o plantel se encontra 70% em pastejo e 30% em compost barn. O rebanho é predominantemente composto por animais da raça Girolando, com 850 matrizes em lactação no pasto irrigado, e 330 matrizes no compost barn. Segundo Raphaell, a empresa tem planos de fazer a transição completa para o confinamento já que, de acordo com ele, em apenas seis meses de implantação, os animais no compost dobraram a produtividade de leite em relação ao pasto e apresentam diversas melhorias técnicas relacionadas ao bem-estar oferecido.

“O objetivo principal para a implementação do compost foi proporcionar melhor conforto para os animais e maior eficiência na produção de leite - bem como -  maior disponibilidade de adubo orgânico para o uso nas lavouras. Para isso contamos com o auxílio de uma instalação destinada ao tratamento de dejetos. Assim, os líquidos gerados são incorporados diretamente nos pivôs de irrigação e os sólidos distribuídos através de trator”, informa.

Ele destaca a constante busca por melhorias relacionadas ao bem-estar dos animais com a implantação de estruturas cobertas, camas de maravalha, aspersão para banho, ventiladores para secar as camas e geração de conforto térmico para os animais. Com olhar atento para as tecnologias, além do Ideagri, as vacas da propriedade usam colares com sensores 24 horas por dia para a coleta de informações relacionadas ao cio, dieta, atividades, ócio, ofegação, ruminação, dentre outros. De acordo com o CEO da Flor da Serra, foram notados diversos benefícios, como diminuição do estresse térmico, aumento na produção leiteira, melhoria no desempenho reprodutivo e sanitário dos animais e melhor qualidade do leite produzido e consequente mais agregação de valor.

Além da produção leiteira, a propriedade, que pertence ao grupo Girão Agronegócios S/A, atua em agricultura irrigada para produção de silagem de milho e de sorgo, e produção de soja em grãos.

Mais de 6 mil fazendas brasileiras

Ideagri é uma das soluções digitais da Rúmina, empresa que tem o objetivo de simplificar a adoção de tecnologias pelos produtores. É uma ferramenta simples e prática que gera indicadores e análises avançadas para o controle zootécnico e financeiro nas fazendas de leite. Com 16 anos de atuação, o sistema foi desenvolvido no Brasil e é líder no mercado nacional, sendo o mais completo e o único a oferecer um benchmarking, chamado RúmiScore - uma análise comparativa dos melhores resultados e práticas estratégicas aplicadas nas propriedades. A solução está presente em mais de 6 mil fazendas, incluindo boa parte das 100 maiores do país segundo o Ranking MilkPoint – que inclui a Flor da Serra na 47ª posição. 

“O Ideagri foi criado com o propósito de auxiliar os produtores de leite tanto na melhoria da gestão zootécnica quanto financeira de suas fazendas. O nosso intuito é fazer com que o produtor utilize todos os dados, entendendo qual é o desempenho da fazenda, como ela vem evoluindo e o que precisa ser melhorado”, explica o Head do Ideagri, Marcelo Ferreira. 

Em 2023 o Ideagri ganhou uma nova versão, mais veloz, que oferece integrações com outros sistemas e dispositivos em uma interface moderna e intuitiva. “Seguimos acompanhando a demanda de mercado e a evolução da pecuária leiteira, proporcionando uma experiência completa e tornando cada vez mais real a tecnologia dentro da porteira”, finaliza Ferreira. 

Sobre a Rúmina

A Rúmina é uma empresa de soluções inovadoras para a pecuária no Brasil e América Latina, com foco em apoiar os produtores de hoje a se tornarem os produtores do futuro: mais produtivos e sustentáveis. Por meio de tecnologia, transforma dados das fazendas em uma experiência digital inteligente, que apoia o produtor e empodera a cadeia a tomar decisões mais seguras dentro do negócio.

Engloba as marcas Ideagri, líder em sistema de suporte à tomada de decisão para pecuária de leite; OnFarm, solução digital que ajuda na saúde do úbere; RúmiCorte, solução de tomada de decisão para pecuária de corte; RúmiCash, fintech voltada à cadeia do leite; RúmiTank, tecnologia com base em sensores para monitoramento em tempo real do funcionamento do tanque de leite e o RúmiScore, o maior benchmarking de produtividade e sustentabilidade da pecuária de leite do Brasil.

Mais informações: www.rumina.com.br

Publicidade