• sbado, 13 de abril de 2024
  • Alguma nebulosidade - Atualizado: 12:31 - 13/04/2024 22°
www.feedis.com.br

Grupo Ocrim promove ações para celebrar Dia Mundial do Pão e do Trigo

O consumo do cereal é tão importante e histórico na alimentação humana, que recebeu uma série de comemorações do Grupo Ocrim

Em comemoração ao Dia do Trigo, celebrado hoje, (10/11) e ao Dia Mundial do Pão (16/10), o Grupo Ocrim realizou uma série de atividades para homenagear tanto o cereal básico para a produção do pão, como o próprio alimento finalizado.

No Dia do Trigo, o cereal cultivado em todo o mundo há mais de oito mil anos é homenageado com uma ação nas Redes Sociais. Para isso, a empresa selecionou uma série de influenciadores digitais que receberam produtos específicos para o desenvolvimento de receitas escolhidas por cada um. O público pode acompanhar o resultado final nas redes sociais do Grupo Ocrim e suas marcas, como por exemplo, da Farinha Mirella.

Já por ocasião do Dia Mundial do Pão, no último mês de outubro, a empresa realizou uma ação com entidades carentes nos estados do Amazonas, Pará e São Paulo, por meio da distribuição de 680 quilos de farinha de trigo. As instituições que receberam os produtos foram a Obra Social Nossa Senhora da Glória, Pão Povo de Rua, ISAT - Instituto Silvério de Almeida Tundis e Casa do Idoso Vicente de Paulo.

Segundo Ricardo Mendes, Administrador do Pão Povo da Rua, o projeto alimenta 1.200 pessoas por dia e todos os recursos são recebidos através de doações de empresas e pessoas físicas. “Recebemos no último mês 250 kg de farinha do Grupo Ocrim, isso nos permitiu produzir 625 mil pães, ajudando muito com o nosso objetivo, que é minimizar a fome”, diz. “Só esta doação cobriu 1/3 da nossa demanda e foi uma ajuda muito importante para nós”, relata.  O Pão Povo da Rua distribui todos os dias 3 mil pães. “Doamos uma média de 2 pães por pessoa, para moradores de rua e famílias de pequenas ocupações em torno do nosso território”, conta.

O Instituto Silvério de Almeida Tundis (ISAT) recebeu a doação de 123 quilos de farinha de trigo. Segundo Gleice de Souza Lopes, Assistente Social da Instituição, foi muito relevante para as famílias que são acompanhadas pela instituição. “Com a doação do ingrediente fizemos receitas e garantimos a segurança alimentar dos atendidos”, afirma. “A Instituição ficou com parte da doação, o que possibilitou a produção de lanches para servir diariamente durante as atividades do grupo terapêutico pedagógico”, detalha.

A Casa do Idoso São Vicente de Paulo também agradeceu ao Grupo Ocrim pelas doações. “Foram de suma importância para nutrição diária dos idosos. Para que haja alimentação de qualidade e diferenciada para o dia a dia, utilizamos a farinha de trigo para fazer bolinho de chuva, bolos, entre outros”, disse o Presidente da Instituição, João Romão.

A importância da doação também está diretamente ligada ao desenvolvimento das atividades da Obra Social Nossa Senhora da Glória, que visam a prevenção do uso de drogas, cuidados e reinserção social. “As atividades inclusivas de panificação das oficinas laborais são para consumo próprio e o excedente auxilia em nossa sustentabilidade”, aponta o Responsável Técnico da instituição, Luciano Simão. “A doação nos ajudou muito para a manutenção do espaço, que vem devolvendo aos acolhidos o real sentido da vida”, comenta.

De acordo com a Gerente de Marketing do Grupo Ocrim, Daniele Tomé, o Dia do Trigo e também o Dia Mundial do Pão, ganham muito mais sentido e relevância quando celebrados em comunidade. “Esta é uma oportunidade de cada um, tanto as instituições que receberam os produtos, como a valorização de receitas através de influenciadores digitais, contarem um pouco da história e sua relação com o trigo e o pão, este alimento, acima de tudo, sagrado”, afirma.

Segundo ela, o Grupo Ocrim realiza ações não somente nas datas comemorativas.      “Os alimentos derivados do trigo são fundamentais para a fabricação de serotonina - um neurotransmissor que garante a sensação de bem-estar, redução da ansiedade, regulação do humor e apetite, além de controlar o sistema do nosso organismo”, ressalta. “Por isso sempre valorizamos a nossa matéria-prima mais nobre”, diz.

Fonte: Assessoria

Publicidade