• sbado, 13 de abril de 2024
  • Muitas nuvens - Atualizado: 09:16 - 13/04/2024 20°
www.feedis.com.br

Lely lança equipamento para teste de CCS ser feito de forma automática na fazenda

Acoplado diretamente ao robô de ordenha Lely Astronaut, o MQC-C faz testes diários no leite e detecta precocemente possíveis quadros de mastite clínica e subclínica

A Lely, empresa que oferece soluções em automação para pecuária leiteira, lança no Brasil o MQC-C, equipamento que acoplado aos robôs já instalados ou novos, proporciona ao produtor a possibilidade de testar o leite diariamente, visando a saúde do úbere e a prevenção da mastite, principal doença que acomete o rebanho leiteiro.  

O MQC-C faz a coleta de uma amostra de leite e adiciona o líquido indicador reagente. Com base na viscosidade dessa amostra, o robô faz a leitura e uma indicação de contagem de células (CCS) será gerada. Esse teste é baseado no mesmo princípio do California Mastitis Test (CMT), quanto mais células inflamatórias estiverem presentes no leite, mais viscosa a mistura se torna. E o robô faz a leitura do grau de viscosidade indicando qual a quantidade de células somáticas naquele quarto e ordenha.  

“O MQC-C realiza um teste a cada três ordenhas, por meio do recurso Smart Sampler. Porém, quando o teste apresenta variação e alta CCS (>250.000 células/ml), o dispositivo passa a coletar uma amostra em cada ordenha, permitindo a atuação do produtor rapidamente, até que os valores retornem aos níveis normais, avaliando a qualidade do tratamento aplicado”, explica o gerente comercial da Lely no Brasil, João Vicente Pedreira.

Em conjunto com os demais sensores do Lely Astronaut, que atuam no monitoramento da saúde de úbere, o MQC-C ajuda a identificar riscos, o que proporciona uma visão mais efetiva e individual da saúde do úbere, auxiliando no manejo da mastite em termos de detecção precoce e avaliação do tratamento da vaca seca na lactação seguinte, por exemplo.

“Outros benefícios incluem a melhora do rebanho como um todo; amostras individuais diárias; maior segurança na produção e qualidade do leite, além de evitar custos adicionais, visto que o produtor terá uma importante ferramenta para auxiliar na prevenção da doença e, consequentemente, de gastos com antibióticos e descarte de leite. Com um litro do reagente, é possível fazer 2900 amostragens a um custo bastante competitivo”, ressalta Pedreira.

Sobre a Lely

A Lely, fundada em 1948, direciona todos seus esforços para a criação de um futuro sustentável, lucrativo e agradável na fazenda. Focada nas vacas, a empresa desenvolveu robôs profissionais e sistemas de dados que aumentam o bem-estar, flexibilidade e a produção diária dos animais na fazenda.

Por mais de 25 anos, a Lely tem liderado as vendas e serviços no segmento de automação na produção leiteira, ajudando no sucesso diário dos produtores ao redor do mundo. Diariamente, a Lely inspira seus funcionários a oferecerem aos seus clientes soluções inovadoras e a construírem uma parceira de confiança de longo prazo, através de orientações e suporte. Com sua sede na Holanda e uma rede mundial de Lely Centers dedicadas localmente para serviços de vendas e suporte personalizados, o grupo Lely está presente em mais de 45 países e emprega mais de 1.600 pessoas.

Para mais informações acesse: https://www.lely.com/br/

Publicidade