• quinta, 18 de julho de 2024
  • Céu limpo - Atualizado: 01:30 - 18/07/2024 19°
www.feedis.com.br

Manejo incorreto pode causar doenças respiratórias em equinos, comprometendo sua saúde

O sistema respiratório dos equinos frequentemente é afetado por doenças, as quais comprometem o bem-estar dos animais e limitam seu desempenho atlético, tendo em vista que as afecções do sistema respiratório são a segunda causa de queda de desempenho e afastamento dos cavalos do esporte ou trabalho.

"Existem várias condições que podem afetar a saúde respiratória do animal, o manejo incorreto é uma das principais causas dessas doenças, por tratar-se de um animal que já tem uma pré-disposição a distúrbios respiratórios, é imprescindível manter seu ambiente livre de partículas alérgenas, como é o caso de poeira, esporos fúngicos oriundos da cama sem manutenção adequada e alimentação à base de fenos de má qualidade que predispõem os equinos à inalação de grande número de agentes irritantes às vias aéreas", explica o médico-veterinário Sérgio Kalil, gerente de marketing da Syntec do Brasil.

As afecções associadas à condição de estabulamento são recorrentes na espécie, e em sua maioria causam inflamação crônica das vias aéreas. Entre essas afecções, podemos citar a ORVA, a obstrução recorrente das vias aéreas que afeta animais adultos e tem sua origem associada ao contato com aeroalérgenos. A segunda é denominada doença inflamatória das vias aéreas (DIVA), caracterizada pela inflamação não infecciosa das vias aéreas posteriores, afetando animais jovens. 

O especialista da Syntec explica que quando o animal é acometido por desordens respiratórias, principalmente as de causa alérgica, apresentam aumento de secreção traqueal e nasal, tosse frequente, intolerância ao exercício, aumento do esforço respiratório e sons respiratórios anormais. "Apesar de não ter febre na maior parte dos casos, podem facilmente ser confundidas com doenças como a Influenza Equina e Adenite Equina."

Segundo o veterinário, o manejo adequado, incluindo o uso de uma cama de boa qualidade, controle de poeira nas instalações, garantia de ventilação adequada nos estábulos e evitar que o animal fique por longos períodos estabulado, pode ajudar a prevenir essas condições respiratórias e amenizar os quadros já instalados.

Para diagnosticar e tratar esses problemas, é importante consultar um veterinário especializado em equinos. O diagnóstico geralmente envolve exames físicos, análise do histórico médico do animal, exames de imagem (como radiografias ou ultrassonografia) e amostras laboratoriais (como exames de sangue). "O tratamento dependerá da causa do problema respiratório e pode incluir terapia medicamentosa, manejo ambiental (como redução da exposição à poeira ou alérgenos) e ajustes na dieta. Em alguns casos graves, pode ser necessária hospitalização para tratamento intensivo e suporte de infecções", finaliza o médico-veterinário da Syntec.

Para auxiliar os criadores, técnicos e tratadores a cuidar bem da saúde dos cavalos, a Syntec do Brasil disponibiliza o Farmadex injetável, eficaz e seguro corticóide a base de dexametasona, indicado em todos os casos em que a inflamação se apresenta como sinal agravante do quadro clínico, como no caso de processos alérgicos graves.

Sobre a Syntec – A Syntec é uma indústria de produtos para saúde animal 100% brasileira com 20 anos de história e foco em medicamentos e suplementos veterinários de alta complexidade. Seu portfólio é amplo, incluindo terapêuticos, especialidades, produtos para higiene e saúde, suplementos e, agora, vacinas animais. Para mais informações acesse: www.syntec.com.br

Publicidade